ANGIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR

O cirurgião vascular é um especialista que se ocupa com todos os problemas circulatórios, arteriais, venosos e linfáticos, excluindo o coração.


As patologias cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, ainda mais que os tumores, por isso existe um campo extremamente vasto de especialização. Grande parte dessa mortalidade está precisamente ligada aos problemas de circulação.


Frequentemente, a competência do cirurgião vascular é relacionada de forma errônea como sendo limitada ao tratamento da patologia venosa. Na realidade, este profissional atua também nas doenças do sistema circulatório arterial, especialmente nas suas formas mais graves. 

ÁREAS DE ATUAÇÃO

Existem quatro áreas principais de atuação para o cirurgião vascular:


Patologia das carótidas e vertebrais, visando à prevenção e terapia de Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Patologia aneurismática envolvendo não apenas os aneurismas torácicos, tóraco-abdominais ou abdominais, mas também todos os aneurismas nos demais vasos do corpo.


Patologia arterial periférica dos membros superiores e inferiores englobando isquemia crítica, salvação de membros, tratamento do pé diabético, acessos vasculares e lesões de pele com etiologia vascular.

 

Patologia venosa em consonância com a análise de todos os problemas de insuficiência venosa aguda e crônica, incluindo varizes dos membros inferiores.

PROCEDIMENTOS

No ano 2000, Dr. Eduardo Ewald foi o cirurgião responsável pela realização de procedimentos pioneiros para a cidade de Blumenau, efetuados no Hospital Santa Catarina, como o primeiro tratamento endovascular de aneurisma da aorta infrarrenal com implante de endoprótese arterial e o primeiro tratamento de estenose da artéria carótida com a colocação de stent na cidade.

A Clínica Ewald faz o acompanhamento das endopróteses utilizadas neste tipo de cirurgia com ultrassom vascular em consultório há mais de 15 anos, o que possibilita detectar eventuais alterações desses materiais, bem como a evolução da doença vascular que pode exigir reintervenções. A literatura médica é enfática na evolução desta especialidade para procedimentos cada vez menos invasivos. A realização destes procedimentos está sendo muito facilitada até os dias de hoje, pela melhora no perfil e na qualidade das endopróteses utilizadas.

Como ilustração, estão disponíveis alguns tratamentos efetuados por um especialista, com destaque para as imagens de cirurgias endovasculares, exemplificando as técnicas pouco invasivas.

A indicação dos tratamentos das doenças descritas a seguir, faz parte da rotina de um cirurgião vascular. 

DOENÇAS ARTERIAIS

Doença dos Troncos Supra-Aórticos - Carótidas

A principal causa evitável do acidente vascular encefálico isquêmico é a doença oclusiva aterosclerótica da artéria carótida extracraniana. O acidente vascular encefálico (“derrame”) é o desenvolvimento de um déficit neurológico focal provocado pela interrupção do fornecimento de sangue a uma área do cérebro.

 

Seu tratamento poderá ser realizado apenas com medicações, por cirurgia convencional e também com angioplastia utilizando endoprótese vascular (Stent).

Cirurgia de Carótida

Colocação de Stent

Aneurismas

O termo aneurisma descreve a dilatação de qualquer vaso sanguíneo. Os aneurismas arteriais ocorrem em todo o corpo, mas são mais prevalentes na aorta infrarrenal.

 

A indicação de tratamento, seja com acompanhamento, tratamento cirúrgico ou intervenção endovascular dependerá de muitos fatores, como localização do aneurisma, seu tamanho e velocidade de crescimento.

Aneurisma de Aorta Abdominal

Aneurisma de Aorta Torácica

Isquemia de Membros Inferiores

Os pacientes com doença arterial periférica de membros inferiores necessitam de tratamento clínico dos fatores de risco. É necessário avaliar risco e benefício do tratamento cirúrgico convencional ou revascularização endovascular.

 

Existem muitas opções terapêuticas como a dilatação do vaso insuflando um balão no estreitamento da artéria, corrigindo as estenoses com a colocação de uma ou mais endopróteses ou até mesmo retirando as placas ateroscleróticas que são a causa mais comum de obstrução dos vasos.

Isquemia de Membros Inferiores

DOENÇAS VENOSAS

Trombose Venosa

A trombose venosa consiste na formação de um trombo dentro de uma veia, podendo ocorrer na circulação venosa superficial ou profunda. O foco na abordagem desta doença está no diagnóstico, tratamento, prevenção das recidivas e complicações.

Trombose Venosa

Varizes

Abrangem um espectro amplo de doenças, com destaque para telangiectasias (aranhas vasculares), veias reticulares e varizes, entre outras.

 

As veias varicosas (varizes) aparecem de forma progressiva e sem remissão, exceto após a gestação. Durante sua ocorrência, podem produzir alterações estéticas ou complicações que, muitas vezes, levam o paciente a procurar as orientações de um especialista.

Varizes

Outras informações sobre cada procedimento e alterações circulatórias descritas, clique e pesquise no site das sociedades às quais o Dr. Eduardo Ewald é filiado:

  • Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV) - www.sbacv.org.br

  • U.S.A.: Society for Vascular Ultrasound (SVU) - www.svu.org

  • U.S.A.: Society for Vascular Surgery (SVS) - www.vascular.org

  • European Society for Vascular Surgery (ESVS) - www.esvs.org

  • Società Italiana di Chirurgia Vascolare ed Endovascolare (SICVE) - www.sicve.it